Como é o relacionamento de um franqueado com o franqueador

Um sistema de Franchising é caracterizado, principalmente, pela cessão de interesses de uma marca – o franqueador – a empreendedores interessados, os franqueados. Os direitos de uso da marca são concedidos em uma relação de duplo ganho econômico: p88or meio dos lucros obtidos pelos franqueados e dos royalties recebidos pelos franqueadores.

Como qualquer relação de negócios, a existente entre franqueado e franqueador deve se manter em harmonia e parceria e, para isso, alguns procedimentos devem ser cumpridos. Conheça abaixo com funciona a relação entre franqueado e franqueador:

Todos ganham

Em uma relação entre franqueados e franqueadores, ambas as partes ganham: os franqueados recebem uma margem de lucro sobre o faturamento de seu negócio e os franqueadores recebem royalties pela cessão de uso de sua marca.

Por isso, é importante que, desde o início, os franqueados pesquisem e sejam informados por seus franqueadores sobre as margens de lucros trabalhadas nesse negócio e todas as taxas a serem custeadas. Para manter a harmonia, é importante que não haja inadimplência e nem quebra dos padrões determinados, como preço dos produtos, por exemplo.

Transparência entre franqueador e franqueado

Para garantir a transparência na relação entre franqueador e franqueado, é de dever do franqueado fornecer todos os relatórios de despesas, faturamento e outros acordos vigentes, de forma responsável, clara e pontual. Afinal, ele não detém a marca, mas o seu direito de uso.

Cumprimento de exigências

Muitos dos problemas entre franqueadores e franqueados são decorrentes do descumprimento de exigências diversas, seja na contratação de funcionários sem treinamento, na infraestrutura ou em quaisquer fatores que comprometam a qualidade dos serviços ou produtos oferecidos.

É de dever do franqueado seguir todas as exigências determinadas pela marca. Da mesma forma, o franqueador precisa saber gerenciar todos os conflitos para que não tomem proporções exageradas, além de oferecer total suporte aos franqueados.

Para evitar surpresas e desentendimentos, é imprescindível que o empreendedor somente dê início ao seu negócio após receber a COF (Circular de Oferta da Franquia), um documento oficial que deve informar TODAS as características do negócio, inclusive os custos e exigências. Em momento algum o franqueado deve se apoiar em contratos informais.

Saiba mais sobre a WSI

Nome Completo

E-mail

O que descreve melhor você?

Telefone

Cidade

Estado

Hootsuite-Solution    SEMPO-Member   Google-partner   Yahoo-bling    Hubspot    Constant-contact   Microsoft-partner