Franquia - aprenda a separar as finanças da empresa das finanças pessoais

Um dos principais assuntos sempre abordados por especialistas em negócios quando se fala no sucesso do empreendimento, é sobre o planejamento e controle financeiro do mesmo. Isso abrange vários aspectos, como empresários que administram suas finanças pessoais junto com a de seu negócio. Isso acontece principalmente com quem administra micro e pequenas empresas.

Um dos motivos pelos quais isso acontece é que, muitas vezes, os empreendedores chegam de uma situação que os “forçou” a se tornarem empreendedores, por exemplo, pessoas que ficaram sem emprego e que, usando a sua indenização ou economias feitas por algum tempo, optaram por ter seu próprio negócio, sem que estivesses apropriadas do conhecimento necessário de todo o processo de um negócio.

Um grande exemplo disso são as franquias, que crescem em um ritmo bastante rápido. Quem investe em uma franquia, sem ter o preparo necessário para começar um empreendimento e sem ajuda de especialistas no assunto, podem achar que basta ter o capital para investir e o resto é fácil, basta pagar as contas e pegar o lucro. Mas é muito mais que isso e o sucesso no negócio começa quando se aprende a identificar e, principalmente, não cometer, erros clássicos, como o de misturar as contas pessoal e da empresa.

É essencial que se separe finanças da empresa das finanças pessoais

Controlar as finanças de um negócio é ponto primordial para ter uma visão de como o empreendimento caminha, se está alcançando as metas planejadas, se está dando lucro, se está se sustentando, enfim, uma visão geral da vida financeira da empresa.

Misturar as finanças vai causar muita confusão, inclusive para fins de declaração de imposto de renda. Sem mencionar o fato que vai dificultar grandemente a vida dos profissionais da área contábil, que serão os responsáveis por ter que “separar” as finanças e sabe-se que, dependendo da pessoa, ela não guarda comprovantes, recibos e qualquer outro documento relativo a suas finanças pessoais. Além disso, há um princípio básico da contabilidade que deve ser respeitado: o Princípio da Entidade, que é o que diferencia um patrimônio particular no cenário de patrimônios existentes.

Tenha isso sempre claro: a sua empresa não é um segmento de sua vida pessoal, é o seu trabalho e sua fonte de renda, portanto, não deixar que o sonho de ter um empreendimento de sucesso vire um pesadelo, por não seguir premissas básicas, como a de planejamento, organização e controle de sua empresa. Mesmo que o dinheiro para pagar suas contas pessoais sejam provenientes do seu negócio, isso não lhe permite que contabilize como uma coisa única.

Você receberá a parte que lhe cabe financeiramente e a partir daí, deve administrar o seu dinheiro. O hábito de pagar as contas usando o dinheiro da empresa pode, a médio prazo, até acabar com o seu negócio, pois é bem fácil de perder o controle sobre o que se utiliza das finanças empresariais para cobrir finanças pessoais. Dito isso, controle: o seu dinheiro é o seu dinheiro e o da empresa é dela, assim como as contas bancárias, você tem uma e a sua empresa tem outra.

Saiba mais sobre a WSI

Nome Completo

E-mail

O que descreve melhor você?

Telefone

Cidade

Estado

Hootsuite-Solution    SEMPO-Member   Google-partner   Yahoo-bling    Hubspot    Constant-contact   Microsoft-partner