Todo o franqueado pode ter dúvidas a respeito das especificidades do seu contrato de franquia. Mas uma dúvida partilhada por boa parte desses empreendedores está ligada ao segmento intitulado “ royalties de franquia ”.

Para esclarecer a respeito desse aspecto é necessário recorrer á um exemplo sobre o pagamento de direitos autorais, de obras de grandes artistas, como livros e quadros.

Os royalties funcionam da seguinte forma:

O idealizador, autor de uma obra literária, por exemplo, trabalha para que ela seja confeccionada de acordo com seu objetivo. Ele tem todo o cuidado de pesquisar o conteúdo para que a história tenha qualidade e seja interessante.

Mas obviamente não é o escritor que confecciona o livro, e sim a editora. Por isso, em ocasião da publicação e venda, ainda que o trabalho de produção e divulgação, bem como envio e outros encargos sejam de responsabilidade da editora, a ideia inicial ainda pertence ao autor, e o seu trabalho é remunerado pela empresa que o comercializa, através do pagamento intitulado “royalties”.

No mercado de franchising acontece a mesma coisa.

O franqueado paga ao franqueador os royalties pelo uso da sua marca, para que dessa forma possa continuar a fazer uso da sua ideia inicial, uma vez que ainda recebe do franqueador um apoio muito maior do que o que ocorre, por exemplo, na relação autor/editora.

royalties

 

Outras taxas e para que elas existem?

A taxa de propaganda, comumente entre 1% e 2% , a taxa de propaganda financia as campanhas de marketing de maior impacto. Essas campanhas são importantes porque garantem um bom resultado na implantação de novos produtos no crescimento das vendas, mas é possível encontrar alguns franqueadores que preferem não exigir esse pagamento do franqueado.

Nesse caso, é o franqueado quem deve arcar com os custos da própria propaganda, o que pode acabar custando um pouco mais do que as medidas previstas no modelo de contrato a respeito da cobrança.

Já a taxa de franquia é paga uma única vez e vale por todo o período que durar o contrato, embora esteja sujeita a alteração em caso de renovação do documento. Essa taxa não é reembolsável em nenhuma hipótese. Para esclarecer esse aspecto ela pode ser encarada, por exemplo, como um investimento voltado para a compra do know-how. E que por isso, paga o recebimento de todo o treinamento e direcionamento do franqueador para o seu novo franqueado.

Diferente da taxa de franquia que é paga somente uma vez, os royalties da franquia geralmente não sofrem alta, mas devem ser pagos ao franqueado mensalmente. A forma de cobrança pode variar de acordo com o previsto em contrato, e há casos em que os valores dos royalties são calculados levando em consideração a rentabilidade do franqueado, ou seja, cobrando uma porcentagem sobre os seus lucros.

Também há situações em que os royalties de franquia estejam relacionados á compra de materiais do franqueador, mas isso estará bem especificado no seu contrato, se for o caso.

Como se pode ver, os royalties de franquia são uma segurança tanto para o franqueador, quanto para o franqueado, já que garantem vínculos engajados de ambas as partes. Afinal de contas o segmento de franchising é estabelecido sobretudo em parceria, e ambas as partes trabalham em prol da lucratividade e reconhecimento do próprio esforço e de sua marca.

Saiba mais sobre a WSI

Nome Completo

E-mail

O que descreve melhor você?

Telefone

Cidade

Estado

Hootsuite-Solution    SEMPO-Member   Google-partner   Yahoo-bling    Hubspot    Constant-contact   Microsoft-partner