Está chegando agora no mercado de franquias e ainda fica confuso com os termos utilizados pelos profissionais durante as convenções?

Os termos usados pelos empreendedores do mercado de franquias, de fato podem soar estranhos principalmente porque parecem caber somente em situações específicas relacionadas ao segmento, mas com um pouco de prática eles se tornarão mais naturais e farão cada vez mais sentido dentro da sua rotina empreendedora.

termos para franqueados

A seguir, separamos as expressões mais usadas no mercado de franquias para você ir se familiarizando:

  1. Know-How no mercado de franquias – O Know-How é o termo que define a pratica de transmissão dos conhecimentos a respeito dos processos. Em tradução livre: “saber como”.
  2. Franqueador: O franqueador é o proprietário da marca, que sob contrato pré-estabelecido, permite que outros empreendedores disponibilizem seus produtos ou serviços.
  3. Franqueado: Franqueado é o empreendedor que adquire o direito de comercializar produtos ou serviços do franqueador, mediante pagamento.
  4. Franchising: Franchising é a palavra que define a prática de franquia. Trata-se de um resumo de toda a operação, incluindo o franqueado e o franqueador sob o mesmo segmento. Diz-se “Mercado de Franchising” para se determinar os diversos aspectos dessa relação.
  5. Expertise: Em tradução livre o termo expertise significa a “experiência”. No franchising o termo expertise é frequentemente usado para resumir as noções pedagógicas que envolvem as etapas de gestão estabelecidas pelo franqueador, ou seja, o Know-How.
  6. Royalties: Os royalties são pagamentos regulares do franqueado para o franqueador, o valor é quase sempre fixo, mas pode haver variações pré estabelecidas em contrato.
  7. Taxa de marketing no mercado de franquias: Neste segmento, onde a parceria é essencial, é a taxa de marketing que permite que o franqueador invista em propaganda. O valor representa um investimento inteligente, uma vez que é o marketing que possibilita o sucesso do franqueado, e investir nisso por conta própria, pode acabar custando muito mais do que a taxa de marketing costuma estabelecer.
  8. COF: O COF é o Circular de Oferta de Franquia. Trata-se de um documento que é exigência obrigatória segundo a lei que gere os termos de franquia (8.955). O COF é como um briefing que permite que o franqueado possa observar as particularidades da franquia, a fim de verificar a sua franqueabilidade.
  9. Franqueabilidade: Franqueabilidade é um termo informal, frequentemente usado para explicar a avaliação de lucratividade X investimento necessário. Uma empresa com alta franqueabilidade, possui crescimento interessante, aliada a produto de fácil implantação, ou marca já reconhecida.
  10. Licenciamento: É a prática de adquirir não só a liberdade de comercializar determinado produto ou serviço, como também de criar variáveis desses produtos. Em resumo, uma modalidade de franchising onde o franqueado possui mais liberdade para empreender sob a marca.

Como dito anteriormente esses termos ficarão cada vez mais simples a medida que se encaixarem na sua nova rotina de trabalho. E para saber mais sobre as particularidades do mercado de franquias, fique atento as atualizações da nossa plataforma e mantenha-se atualizado.

Saiba mais sobre a WSI

Nome Completo

E-mail

O que descreve melhor você?

Telefone

Cidade

Estado

Hootsuite-Solution    SEMPO-Member   Google-partner   Yahoo-bling    Hubspot    Constant-contact   Microsoft-partner