Revista Lide – Brazil Leaders – 2023-2024 – Páginas 88 e 89 : Lide_2023_a_66_0_1_04112022105330

 

Quando se fala em processamento de dados e obtenção de insights há muitos caos reais que são possíveis pontuar, entender como colaboram para o avanço nos proc1essos e a melhora na tomada de decisões é sempre um ponto a se destacar.

1. Manutenção preditiva

Ocorre quando a manutenção é feita antes que o problema aconteça, baseada em dados em tempo real. O que para a indústria é considerado necessário, já que parar um equipamento pode gerar prejuízo milionário.

2. Qualidade de produtos

Pode-se criar um modelo que vai correlacionar os processos com os resultados, tudo isso baseado em um histórico, reconhecendo assim um padrão de qualidade do produto.

3. Previsão de demanda

Nesse ponto é possível ter em números ou em volume, o quanto de demanda terá no mercado em dias, semanas, meses ou anos, entendendo assim o quanto será necessário produzir, compra de insumos, suprimentos e outros, tudo isso sendo executado com base em dados reais e diários.

FONTE: RICARDO MARTINS, CEO DA TRIWI

MATRIX

Outro componente importante nes- te processo, o Data Driven e a conse- quente monetização de dados cresce exponencialmente e deve fazer parte dos negócios em todos os níveis. O mer- cado de transformação digital vai movi- mentar US$ 2,3 trilhões até 2032, com crescimento médio de 14,2% ao ano, de acordo com o relatório Market Research Report da Fact.MR. Apenas este ano, a expectativa é de que o segmento atinja US$ 621 bilhões. A consultoria Forrester avalia que as empresas que são Data Dri- ven estão crescendo 30% ao ano.

Caio Cunha, presidente da WSI Mas- ter Brasil e membro do Global WSI Inter- net Consultancy Advisory Board, afirma que o novo modelo significa sobrevivên- cia no mercado. “Ser Data Driven hoje é um diferencial competitivo. Muitos dos concorrentes já adotam e os que não adotarem vão sair do mercado. Cada vez mais os clientes querem ações mais inte- ligentes”, opina.

O especialista explica que a empresa estruturada desse modo usa uma base de dados, com informações concretas para a tomada de decisões, apoiada em ferramentas de Business Inteligence. O sistema usa grande quantidade de dados de maneira rápida, segura e eficiente. “Monetizar esses dados passou a ser interessante. Essas tecnologias podem ser usadas para reduzir custos com auto- mação de tarefas, aumentar receitas identificando e servindo melhor os clientes, atrair clientes com engajamen- to reduzindo esforços, ser mais pessoal e melhorar qualidade dos serviços sem aumentar a equipe”.

RECEITAS MAIORES

Segundo o presidente da WSI, a Inteligência Artificial e as tecnologias de Analytics podem aumentar as receitas das empresas que são Data Driven quan- do identificam potenciais negócios, aprimoram o entendimento para servir melhor os clientes, além de atraí-los com engajamento. Ao mesmo tempo, reduzem os custos de operação, já que automatizam tarefas e melhoram a qua- lidade dos serviços sem a necessidade de ampliar equipes.

 

Esses pilares, Analytics, IA e Banco de Dados, formam um tripé de sustentação nas empresas

 

“Esses pilares formam um tripé de sustentação nas empresas e contribuem para crescimento exponencial no mundo digital em que vivemos hoje”, garante. Cunha comenta que outras ferramentas já foram criadas para serem usadas na rotina de busca e fidelização de clientes mais rentáveis, para forecasting (estatísti- cas e previsões), segmentação, targeted marketing (direcionado ao público-alvo) e taxa de churn (rotatividade do cliente), entre outras funções operacionais.

CAIO CUNHA, PRESIDENTE DA WSI MASTER BRASIL E MEMBRO DO GLOBAL WSI INTERNET CONSULTANCY ADVISORY BOARD

 

A EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO

“Quando falamos de UX design, o foco geralmente é garantir que o usuário realize o que precisa de maneira simples e intuitiva”

CRISTINA FRAGATA, SÓCIA E COO DA ATTRI

Se a grande expectativa do metaver- so são as experiências únicas que ele pode proporcionar, o UX design tem papel relevante nesse universo, já que a experiência do usuário, mais do que nunca, fica no centro das estratégias.

“Hoje, quando falamos de UX design, o foco geralmente é garantir que o usuá- rio realize o que precisa de maneira sim- ples e intuitiva, por isso falamos tanto na usabilidade dos produtos. Mas quan- do se trata desse conceito para o meta- verso, esse foco muda, porque nele é preciso oferecer uma experiência imer- siva e interativa, ou seja, não basta ape- nas conduzir o usuário, é preciso entre- gar condições, sensações e experiências que ele teria em sua realidade. Por isso, acredito que esse aspecto pode ser o res- ponsável por garantir que as pessoas queiram entrar no metaverso e explorá-t -lo”, explica Cristina Fragata, sócia e COO da Attri – empresa de tecnologia e usabilidade.

 

IMPACTO DO 5G NO MUNDO

  • Na Europa, o 5G vai gerar incremento de mais de € 2 trilhões em vendas entre 2021 e 2025, e ainda agregará € 1 trilhão ao PIB
  • Nos Estados Unidos, o crescimento com o 5G será de mais de
    US$ 2,7 trilhões em vendas, enquanto o PIB terá acréscimo de
    US$ 1,5 trilhão nesse período
  • Serão gerados 2,8 vezes mais empregos nos EUA. Para cada cargo, serão gerados 1,8 novos cargos na economia

FONTE: ACCENTURE

WSI Franquia

Saiba mais sobre como ser um franqueado WSI

Nome Completo

E-mail

O que descreve melhor você?

Telefone

Cidade

Estado

Hootsuite-Solution    SEMPO-Member   Google-partner   Yahoo-bling    Hubspot    Constant-contact   Microsoft-partner