As lojas online serão aliadas de três em cada quatro consumidores (76%) que planejam comprar presentes no encerramento deste ano em sites, aplicativos de lojas, marketplaces e até mesmo pelas redes sociais. Os dados divulgados por um estudo da Criteo mostram os celulares (65%) e os computadores (24%) como principais ferramentas para a aquisição dos produtos.

De acordo com o estudo, os números são levemente mais altos na região Centro-Oeste, onde 72% dos entrevistados afirmam que devem fazer compras por meio de seus smartphones, seguidos pelo Nordeste (68%) e pelo Norte (67%).

Em relação às pessoas que devem fazer compras com o uso de notebooks, o destaque é para o Sudeste, com uma porcentagem superior à média nacional (28%). Tiago Cardoso, gerente-geral da Criteo na América Latina, os números mostram que os hábitos de compra de fim de ano mudaram drasticamente, principalmente com o início da pandemia, em 2020.

“No passado, os consumidores preferiam comprar em lojas físicas, mas vemos agora que o online tem tido prioridade. Devido a isso, podemos esperar que o setor de comércio eletrônico ganhe ainda mais força nas festas de fim de ano e em 2023”, avalia ele.

Mesmo com a preferência pelas compras online, o estudo mostra que 22% dos consumidores vão manter a tradição e adquirir itens nas lojas físicas. O número de pessoas que moram no Norte do país e que pretendem comprar produtos de forma presencial é maior (31%), em comparação às regiões Sudeste (21%) e Centro-Oeste (19%).

A preferência pelas compras online é também comprovada por outro levantamento, da Connected Life. De acordo com a pesquisa, 68% dos brasileiros realizam pesquisas online antes de comprar em lojas físicas e 74% preferem a facilidade do ecommerce.

Rita Figueiredo, gerente comercial da WSI Londrina, avalia que o comércio eletrônico cresceu dez anos em dois, impulsionado pelos efeitos da pandemia do novo coronavírus, que ocasionou o fechamento de muitas lojas físicas. “É o negócio do momento”, afirma ela.

Economia

Preço e cashback são determinantes nas compras online

Segundo a pesquisa da Criteo, as estratégias para a realização das compras visam à economia de dinheiro. Para isso, 45% garantem que vão começar a planejar as suas compras neste mês de novembro e 25% dizem ter iniciado as pesquisas em outubro.

“Antes, era muito comum os brasileiros esperarem para fazer a maioria de suas compras de fim de ano na Black Friday, mas a combinação de mais promoções de varejistas ao longo do quarto trimestre e o crescimento do ecommerce no Brasil têm atraído os consumidores e feito que eles comprem mais cedo do que o habitual”, destaca Cardoso.

Conforme o levantamento, os consumidores vão optar por comprar um produto online somente se ele for mais barato do que em uma loja física (66%) e se houver promoções ou cashback disponíveis nos aplicativos (54%).

Fontes: R7Guaíba, Correio do Povo, Cenário MT, Tocantins Alerta, Petrus News, Linha Popular Notícias, Toda Hora, Sim Notícias, Alagoas Alerta,

WSI Franquia

Saiba mais sobre como ser um franqueado WSI

Nome Completo

E-mail

O que descreve melhor você?

Telefone

Cidade

Estado

Hootsuite-Solution    SEMPO-Member   Google-partner   Yahoo-bling    Hubspot    Constant-contact   Microsoft-partner