O que é um plano de negócios? 

 

Para pessoas que estão apenas começando e montando sua própria empresa, seja ele um pequeno investidor com um negócio em casa ou um novo empreendimento com um escritório e uma equipe inicial de funcionários, um plano de negócios é muito importante. 

Esse plano serve como um roteiro, um esboço, um documento que explica o que é seu negócio, quais são os objetivos da sua empresa e como exatamente ela se estabelecerá para atingir esses objetivos. Portanto, além de ser um documento que identifica sua empresa, vejamos o que mais esse plano faz por você?

 

  1. Foco nos Problemas

A importância de um plano de negócios para um empreendedor começa por ajudá-lo a identificar seus possíveis problemas e desafios. Uma coisa é almejar uma meta de lucratividade no primeiro ano de operação, mas como você vai conseguir isso? 

Um plano de negócios força você a ser realista e olhar para seus números. Este documento muitas vezes ajuda as pessoas a ver onde estão seus verdadeiros desafios e obstáculos, tornando a abordagem mais pragmática quando fatos reais são incorporados ao plano.

 

  1. Busque Bons Conselhos

A importância de um plano de negócios no empreendedorismo pode estar relacionada com a identificação clara do tipo de ajuda que você precisa. 

Simplesmente dizer a um amigo ou potencial mentor de negócios que você pretende começar com dez funcionários, por exemplo, não é uma afirmação detalhada o bastante. 

Mostrar um plano de negócios que descreve as funções, remuneração e expectativas exatas de entregas que você espera em relação aos funcionários fornece muito mais informações para essas pessoas contribuírem te aconselhando.

 

  1. Organize seus Recursos

Um plano de negócios também é essencial para servir como guia em como você vai estruturar e alocar seus recursos. 

É aqui que você vai avaliar o quanto é viável abrir um escritório, contratar funcionários e avaliar os custos operacionais e estimar suas receitas. 

O plano de negócios pode mostrar rapidamente se você terá lucro ou terá prejuízo, e mostra o quanto esses ganhos ou perdas podem representar a cada mês.

 

  1. Atrair Investidores

Para alguns, isso pode ser crítico. Os investidores querem saber se você sabe o que está fazendo. 

Muitas vezes, um plano de negócios pode ser o documento mais importante que você pode apresentar a seus investidores e que demonstrará a estrutura e a confiança de que eles precisam para tomar decisões sobre financiamento e aportes de capital à sua empresa.

 

  1. Estabeleça Objetivos Macros

Um plano de negócios também é um plano de ação. Ao definir objetivos macros, você terá metas para curto, médio e longo prazo. 

Essas metas também significam que você pode “revisitar os objetivos e ações” com maior agilidade tendo metas e perceber que pode requerer alterações nas ações para atingi-las.

A importância de um plano de negócios é chave para os empreendedores. Os negócios podem envolver um pouco de arte, mas o verdadeiro sucesso vem quando tiver formado uma visão do seu negócio e estiver organizado da forma que possa empenhar essa visão. Um plano de negócios pode ajudá-lo de muitas maneiras!

Modelo de Plano de Negócios para Empreendedores

Para concluir se você tem uma ideia de negócio bem fundamentada, você precisará fazer um estudo completo e criar um plano de negócios que mostra se sua ideia é viável. 

Para ajudá-lo, aqui apresento um modelo de plano de negócios simples dividido em seções que incluem os elementos-chave de cada etapa do processo.

 

Seção 1: Resumo Executivo

Escreva um resumo executivo. O objetivo do resumo executivo é fornecer aos leitores uma visão de alto nível da empresa e do mercado antes de se aprofundar nos detalhes.

Ele aparece primeiro, mas é escrito por último e fornece um resumo da sua empresa, explicando quem você é, o que faz e por quê. 

O resumo executivo fornece também uma visão geral curta, concisa e otimista de seu negócio para captar a atenção do leitor e criar a necessidade de saber mais sobre o seu negócio.

 

Seção 2: Visão geral do negócio / setor de atuação

Descreva sua empresa e o modelo de negócios, resumindo o que sua empresa faz, sua missão, detalhes da localização, estrutura do negócio e detalhes sobre os proprietários da empresa, as necessidades do mercado que sua empresa pretende atender e como seus produtos / serviços atenderão a essas necessidades. 

Defina o propósito do seu negócio (missão) e faça uma declaração baseada na sua percepção do potencial de crescimento da empresa (visão). Inclua metas e objetivos dos negócios específicos.

Forneça informações básicas sobre a empresa, incluindo um breve histórico do negócio e uma lista dos princípios fundamentais da empresa.

 

Seção 3: Análise de Mercado e da Concorrência

Analise as condições do seu mercado. Em última análise, o mercado determinará o grau de sucesso do seu negócio. Você precisará demonstrar que analisou exaustivamente seu mercado-alvo e que tem uma demanda alta o suficiente por seus produtos / serviços para tornar seu negócio viável. 

A análise competitiva deve incluir uma avaliação abrangente de sua concorrência e como sua empresa competirá no setor. Descreva a indústria na qual sua empresa irá operar, identifique e forneça um perfil geral de seu mercado-alvo e descreva que participação de mercado você possui ou prevê atualmente. 

Inclua uma análise de pesquisas feitas por terceiros qualificados, juntamente com pesquisas primárias que você mesmo coletou – seja por meio de entrevistas com clientes, pesquisas ou outros métodos. 

Descreva os pontos fortes e fracos dos concorrentes em potencial e as estratégias que lhe darão uma vantagem competitiva.

 

Seção 4: Plano de Marketing e de Vendas

Detalhe uma estratégia de marketing e de vendas. Aqui é onde você pode planejar suas estratégias mais amplas e abrangentes de marketing e vendas para detalhar como você planeja vender seu produto. 

Antes de trabalhar nesse plano de marketing e vendas, você precisará ter sua análise de mercado concluída e ter escolhido as personas do seu público-alvo. 

Ou seja, seus clientes ideais. Fale sobre o cenário competitivo. Descreva como você pretende atrair os clientes para comprar seus produtos ou serviços, incluindo publicidade e promoção, vendas e distribuição, estratégia de preços e suporte pós-venda.

 

Seção 5: Plano de Propriedade e Gestão

Detalhe todas as funções da operação e gestão. Esta seção descreve a propriedade, a estrutura legal e os requisitos de gestão e de pessoal da sua empresa. 

Use esta seção para detalhar a estrutura organizacional e administrativa da sua empresa.

Demonstre como sua empresa está organizada, incluindo sua estrutura jurídica (sociedade própria, parceria, corporação); identificar quaisquer licenças ou permissões especiais com as quais sua empresa opera; forneça uma breve biografia dos principais gestores da sua empresa; incluir um organograma.

 

Seção 6: Plano Operacional

O plano operacional descreve os requisitos físicos/materiais da sua empresa, como escritório, depósito, espaço de varejo, equipamentos, estoque e suprimentos e mão de obra.

Para uma empresa de consultoria na sua própria residência, com apenas uma pessoa, o plano operacional pode ser curto e direto. 

No entanto, para empresas como restaurantes ou fabricantes que requerem instalações personalizadas, cadeias de suprimentos, vários funcionários e equipamentos especializados, o plano operacional vai precisar ser bem mais detalhado.

 

Seção 7: Estudo Financeiro

Esta seção é a parte mais importante do seu plano de negócios. Especialmente se você precisa de financiamento ou deseja atrair investidores. 

O plano financeiro deve demonstrar o potencial de crescimento e lucratividade do seu negócio. Para fazer isso, você precisará fornecer demonstrativos de renda projetados, demonstrativos de fluxo de caixa e balanços patrimoniais. 

Para novos negócios, você terá que estimar previsões dos resultados futuros. A regra de ouro é subestimar receitas e superestimar despesas. 

Descreva seu modelo financeiro, incluindo seus custos e despesas, projeções de receita e eventual necessidade de financiamento, se você for lançar para investidores. 

Seu custo inicial refere-se aos recursos que você precisará para colocar seu negócio em funcionamento – e uma estimativa de quanto custará cada um desses recursos.

 

Seção 8: Apêndice e materiais de exposição

Faça um resumo de tudo que foi apresentado em um apêndice. A seção de apêndices e materiais a serem expostos deve conter todas as informações detalhadas necessárias para apoiar as áreas do plano, incluindo brochuras da empresa, currículos de funcionários importantes, uma lista dos equipamentos de negócios, cópias de artigos de imprensa e anúncios, fotos do local de sua empresa e produtos, quaisquer informações aplicáveis sobre sua indústria ou produtos, acordos comerciais importantes, como aluguel e contratos.

Quem precisa de um plano de negócios?

 

Negócios em Start-up: O cenário de um plano de negócios mais clássico é o de uma empresa start-up. Para essa empresa o plano ajuda os fundadores a decompor a incerteza em partes importantes, como projeção de vendas, orçamento de despesas, etapas e tarefas a cumprir. 

Quando você percebe que não sabe de quanto recurso precisa ou quando precisa sem ter primeiro definido as projeções de vendas, custos, despesas e prazos de pagamento, a necessidade se torna aparente. 

E isso é para todas as start-ups, que precisem convencer investidores, bancos ou familiares e amigos a abrir mão de seu dinheiro e financiar o novo empreendimento.

 

Negócios existentes: negócios já estabelecidos usam planos de negócio para gerenciar e direcionar suas estratégias de negócio para conseguir lidar com as mudanças no seu mercado e aproveitar novas oportunidades. 

Eles costumam usar planos para reforçar a estratégia, estabelecer métricas, medir resultados, gerenciar responsabilidades e metas, planejar e gerenciar recursos críticos, como fluxo de caixa, e definir revisões periódicas e cronogramas de revisão. 

O plano de negócios pode servir como um poderoso motor de crescimento para as empresas já existentes.

 

Encontrando o plano certo para você

Considerando que o plano de negócios atende a diversos propósitos, não é surpresa que eles tenham várias formas. Mas antes mesmo de começar a escrever seu plano de negócios, você precisa pensar sobre quem é o público e os objetivos de seu plano. 

Embora existam componentes padrões encontrados em quase todos os planos de negócios, como previsões de vendas e estratégia de marketing, os formatos dos planos de negócios podem diferir dependendo do público-alvo e do tipo de negócio. 

 

Por exemplo, se você estiver preparando um plano para uma empresa de biotecnologia, seu plano terá que detalhar os processos de aprovação do governo. Se você estiver escrevendo um plano para um restaurante, detalhes sobre localização e reformas podem ser fatores críticos. A linguagem que você usaria no plano de negócios da empresa de biotecnologia seria muito mais técnica do que a linguagem que você usaria no plano do restaurante. 

Os planos também podem se diferenciar bastante quanto a extensão, detalhes e apresentação. Aqueles estudos que nunca são para enviar para público fora do escritório e são usados ​​apenas para planejamento estratégico interno e gestão, muitas vezes usam uma linguagem mais casual e podem não ter muito esforço na aparência visual. 

Por outro lado, um plano destinado a um grande investidor de risco terá um aprimoramento e foco nos aspectos de alto crescimento do negócio e na equipe experiente para entregar os resultados desejados.

 

Elementos-chave de um Plano de Negócio

Embora os planos possam variar de acordo com o tipo, certos elementos-chave aparecem em praticamente todos os planos de negócios. 

Esses componentes incluem o cronograma de revisão, resumo da estratégia, marcos ou etapas a cumprir, responsabilidades, métricas (metas numéricas que podem ser medidas) e projeções. As projeções incluem vendas, custos, despesas e fluxo de caixa. 

Esses elementos crescem organicamente atendendo ao propósito real para o sucesso do negócio.

Desenvolvendo um Plano de Negócios de alto nível

O processo de elaboração de um plano de negócios como descrito aqui vai orientar os empreendedores em como montar um plano de negócios mais adequado às suas necessidades; um plano de negócios de alto nível.

 

Os estágios de desenvolvimento:

Existem seis estágios no desenvolvimento de um plano de negócios de alto nível.

 

  • Pesquisa Inicial Essencial

Este estágio requer que você analise o ambiente no qual você vai operar, em cada um dos níveis, da análise da sociedade, do mercado, da indústria e da empresa. 

Neste estágio do planejamento, a pesquisa inicial essencial é um primeiro passo necessário para melhor compreender as tendências que afetam seus negócios e suas decisões para estabelecer as bases e melhorar seu potencial de sucesso.

 

  • Modelo de Negócios

Inerente a qualquer plano de negócios está uma descrição do modelo de negócios escolhido pelo empreendedor que melhor garantirá o seu sucesso. 

Com base em sua pesquisa inicial essencial do ambiente em que você prevê iniciar seu negócio (sua análise do primeiro estágio) você deve determinar como cada elemento de seu modelo de negócio pode se encaixar para melhorar o sucesso potencial de seu negócio. 

Esses elementos incluem seus fluxos de receita, estrutura de custos, segmentos de clientes, propostas de valor, atividades-chave e parceiros-chave.

 

  • Minuta do Plano de Negócios Inicial

Esta etapa inclui adquirir o conhecimento e as ideias desenvolvidas durante as duas primeiras etapas e convertê-las em um formato de plano de negócios. 

Uma abordagem sugerida é criar uma minuta completa do plano de negócios com todas as seções, incluindo a parte inicial com a descrição do negócio, valores, visão, missão, declaração de proposta de valor, um conjunto preliminar de metas, índice e listas de tabelas e números montados a partir de ferramentas que permitam a automação desses dados. 

Detalhar todas as operações, recursos humanos, marketing e planos financeiros como parte do primeiro rascunho garante que todos esses componentes necessários possam ser incluídos de forma adequada.

 

O plano de negócios deve contar a história do início do negócio planejado de duas maneiras: usando principalmente textos narrativos, juntamente com tabelas e gráficos detalhando dados das operações, recursos humanos e planos de marketing, e usando também de um estudo financeiro. Ambas as abordagens devem contar a mesma história.

 

  • Fazendo o Plano de Negócios Realista

O primeiro esboço de um plano de negócios provavelmente não será realista. À medida que você escreve o plano, ele muda naturalmente à medida que novas informações são acrescentadas.

Outro fator que sempre torna o primeiro rascunho irreal é a dificuldade de garantir que a seção escrita – na parte inicial do plano e nas operações, recursos humanos e planos de marketing – conte a mesma história que os dados financeiros. Esta fase de trabalho envolve fazer os ajustes necessários ao plano para torná-lo o mais realista possível.

 

  • Tornando um Plano Atraente para as Partes Interessadas e Interessante para o Empreendedor

Um plano de negócios muitas vezes pode ser realista sem atrair investidores em potencial ou outras partes interessadas, como fornecedores, funcionários e parceiros de negócios necessários. 

Também o plano pode ser realista e possivelmente atraente para as partes interessadas, sem necessariamente ser interessante para o empreendedor.

Durante esse estágio, tente mantê-lo o mais realista possível ao ajustar o plano para atrair investidores em potencial e para interessar você.

 

  1. Concluindo o Plano de Negócios  

A etapa final inclui colocar todos os retoques finais essenciais no plano de negócios para que seja bem apresentado aos investidores em potencial e outros. 

Esta etapa inclui assegurar que os cálculos e as interações entre as seções narrativas e financeiras sejam precisas. Também inclui assegurar que todas as correções necessárias sejam feitas na formatação, ortografia e gramática.

O conjunto final de metas deve ser incluído para atrair os leitores interessados e refletir o que o plano de negócios representa. Um resumo executivo deve ser escrito e incluído como a etapa final.

Perguntas frequentes sobre planos de negócios

 

Quais são os 4 tipos de Planos de Negócio?

 

  1. Mini-plano: um plano reduzido pode incluir de uma a 10 páginas e incluir pelo menos uma atenção mais superficial a questões críticas como conceitos de negócios, necessidades de financiamento, planos de marketing e demonstrações financeiras, especialmente fluxo de caixa, balanço patrimonial e projeções de receita. É uma ótima maneira de testar rapidamente um conceito do negócio ou medir o interesse de um parceiro potencial ou pequeno investidor. Também pode servir como um começo valioso para um plano completo mais tarde. 
  2. Plano de Trabalho: Um plano de trabalho é uma ferramenta para operar o seu negócio. Deve ser longo em detalhes, mas pode ser curto na apresentação. Tal como acontece com um plano reduzido, você provavelmente pode assumir uma maior flexibilidade no nível de exatidão e informalidades ao preparar esse plano de trabalho.
  3. Plano de apresentação: se você pegar um plano de trabalho, com baixo estresse no apelo estético e na impressão dada ao leitor, e girar a alavanca para aumentar a quantidade de atenção dada à sua aparência visual, você terminará com um plano de apresentação. Este plano é adequado para ser mostrado a instituições financeiras, investidores, partes interessadas e outras pessoas de fora da empresa.
  4. Plano eletrônico: a maioria dos planos de negócios é criada em um computador, impressa e apresentada em papel. No entanto, cada vez mais informações comerciais apresentadas a interessados apenas em papel agora podem ser enviadas eletronicamente. Portanto, pode ser conveniente ter disponível uma versão totalmente eletrônica do seu plano. Um plano eletrônico pode ser útil para apresentações a grupos usando uma apresentação pelo computador, por exemplo, ou para atender às demandas de investidores exigentes que desejam se aprofundar nos fundamentos de planilhas complexas.

 

Quais são os 3 objetivos principais de um plano de negócios?

 

  1. Estabeleça um foco no negócio: O objetivo principal de um plano de negócio é estabelecer seus planos para o futuro do seu negócio. Esses planos devem incluir metas e métricas ao lado de etapas detalhadas sobre como a empresa alcançará cada etapa. A criação de um roteiro para seus objetivos ajudará a determinar o foco do seu negócio e buscar o crescimento.
  2. Assegure Recursos de Terceiros: uma das primeiras coisas que os investidores privados, bancos e outros credores procuram antes de investir em seu negócio é um plano de negócios bem estudado. Os investidores e partes interessadas querem saber como você opera seu negócio, projeções de receitas e despesas e como eles receberão o retorno de seu investimento.
  3. Atrair executivos: conforme sua empresa vai crescendo, você provavelmente precisará adicionar executivos à sua equipe. O plano de negócios ajuda você a atrair talentos executivos e determinar se eles são adequados para sua empresa.

 

Quais são os 5 itens de um plano de negócios?

 

  1. Conceito do negócio: descreve o negócio, seus produtos / serviços e o mercado que ele atenderá. Deve indicar exatamente o que será vendido, para quem e por que seu negócio terá uma vantagem competitiva.
  2. Recursos financeiros: destaca os pontos financeiros importantes da empresa, incluindo vendas, fluxos de caixa, lucros e retorno sobre o investimento.
  3. Requisitos financeiros: indique claramente o capital necessário para iniciar o negócio e sua expansão. Deve detalhar como o investimento será usado e o patrimônio que será fornecido para novo financiamento. Se o empréstimo de capital inicial for baseado em garantia em vez de patrimônio líquido, especifique também a origem dessa garantia.
  4. Posição atual da empresa: Forneça informações relevantes sobre a empresa, sua forma jurídica de operação, os principais proprietários, quando foi constituída, e seu pessoal-chave.
  5. Principais realizações/atingimentos: detalhe as ações realizadas/desenvolvimentos dentro da empresa essenciais para o sucesso do negócio. As principais realizações incluem patentes, protótipos, localização de uma instalação, quaisquer contratos vinculados que precisem estar em vigor para o desenvolvimento do produto ou quaisquer resultados de testes de marketing.

 

Conclusão

Dê o seu primeiro passo para se tornar um empreendedor baixando o nosso guia especial para empreendedores.

 

Texto publicado originalmente em inglês por Daniel Lattanzio em Reasons Why a Business Plan Is Important for Entrepreneurs e traduzido por Caio Cunha

 

Caio Cunha

Saiba mais sobre como ser um franqueado WSI

Nome Completo

E-mail

O que descreve melhor você?

Telefone

Cidade

Estado

Hootsuite-Solution    SEMPO-Member   Google-partner   Yahoo-bling    Hubspot    Constant-contact   Microsoft-partner